Hub Cultural > Pesquisas em Cultura e Entretenimento > RESULTADOS DA PESQUISA IMPACTOS DA COVID-19 PARA A ECONOMIA CRIATIVA

IDEIAS – Resultados da Pesquisa Impactos da COVID-19 para a Economia Criativa Em março, no começo da pandemia no Brasil, o Observatório da Economia Criativa da Bahia (OBEC-BA) entendeu a necessidade de levantar e analisar dados sobre impactos e percepções de indivíduos e organizações que compõem os setores da economia criativa para subsidiar os debates e ajudar nas ações necessárias de apoio ao setor. Com este objetivo, o OBEC-BA reuniu um grupo interinstitucional de colaboradores e lançou a primeira pesquisa de abrangência nacional que, ao longo de quatro meses, colheu dados de mais de 2,8 mil respondentes de todo Brasil. Os resultados finais da pesquisa serão apresentados em um nesse debate.   Gilberto Gil é um dos nomes mais importantes da música popular brasileira, com quase 60 discos lançados, mais de 650 composições e quatro milhões de cópias vendidas, entre LPs, CDs e DVDs. Em 1999, foi nomeado “Artista pela Paz”, pela UNESCO. Foi ministro da Cultura do Brasil e também embaixador da ONU para agricultura e alimentação (2003–2008).  Danilo Santos de Miranda é filósofo, cientista social e especialista em Ação Cultural. Diretor do Sesc São Paulo.  Conselheiro em diversas entidades, dentre as quais a Fundação Itaú Cultural, Rede Nossa São Paulo e o Conselho Municipal de Turismo da Cidade de São Paulo. É membro da Art for the World, com sede na Suíça.  Paulo Miguez foi vice-Reitor da Universidade Federal da Bahia entre 2014 e 2018 e reeleito para o quadriênio 2019-2022. Doutor em Comunicação e Culturas Contemporâneas (UFBA). É professor associado do IHAC  e pesquisador do CULT , ambos da UFBA. Foi Assessor Especial do Ministro Gilberto Gil, Secretário de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, de 2003 a 2005, e membro do Conselho Estadual de Cultura da Bahia, entre 2009 e 2011.   Mediação: Daniele Canedo gestora cultural, capoeirista, docente do Cecult e Coord. de Cultura e Universidade na Pró-Reitoria de Extensão da UFRB. Atua como coordenadora do Observatório da Economia Criativa (OBEC-BA) e como conselheira no Conselho Municipal de Política Cultural de Salvador  e no Conselho Gestor da Salvaguarda da Capoeira na Bahia.  Apresentação: Mariana Queiroz Fernandes é graduada em Artes Visuais e mestre em Estudos Culturais, ambos pela Universidade de São Paulo. Integra a equipe de programação do Centro de Pesquisa e Formação do Sesc  São Paulo.

Fonte: Youtube Sesc São Paulo

Compartilhe